ingles na irlanda

Escolas de inglês no Intercâmbio – Como escolher a sua.

2 years ago

De tudo que já vivi aqui em Dublin, de todas as situações boas e ruins, de todos os momentos e de toda minha experiência neste um ano e pouco, uma coisa posso falar com toda certeza, a escolha de uma boa escola faz toda diferença para seu aprendizado e desenvolvimento da língua inglesa.

Quando planejei o meu intercâmbio, não entendia bem sobre as escolas e também não saiba ao certo como funcionava as coisas aqui na Irlanda. Pensava que a escola não faria tanta diferença, afinal, eu iria aprender muito mais com a vivência nas ruas e com a rotina do dia a dia, mas digo, este é o maior erro que um futuro intercambista pode cometer, principalmente se você não fala absolutamente nada de inglês.

Numa base de avaliação de 100% eu digo que a escola é “responsável” por 70% do seu aprendizado e os outros 30% se divide em estudar em casa, e nas outras coisas, como: fazer amigos gringos (principalmente nativos), ver filmes e séries, ouvir música, ler livros etc.

ingles no intercambio* Imagem da internet.

Você pode ter lido este parágrafo e ter pensado que é loucura minha, que 70% é uma porcentagem muito alta, e que se fosse assim você poderia aprender inglês no Brasil, mas eu vou explicar o meu ponto de vista.

Para começar uma boa escola será certificada em todos os quesitos que a imigração exige e isso já lhe dará uma segurança a mais, digo isso por experiência própria, quando cheguei em Dublin a minha escola foi fechada e eu fiquei um tempo sem estudar. Passar por este tipo de situação é muito complicado, primeiramente porque você sente uma insegurança e um desconforto muito grande, outra coisa é que você deixa de fazer o que você veio fazer, que é estudar.

Então, suponhamos que você foi atento neste quesito e escolheu uma escola que esteja nos padrões da imigração, ao grosso modo falando, não existe mais nenhum tipo de problema, mas infelizmente não é bem assim.

Aparentemente você está no caminho certo, vamos agora aprofundar neste assunto, chegou a hora da parte prática.

Quanto mais barata for a escola mais brasileiro ela vai ter! Isso é um fato e não temos como negar. Também posso dizer que este tipo de escola tem maior chance de  um ensino superficial. Sem contar que provavelmente ela não deve oferecer uma boa infra estrutura.

Digamos que você foi cauteloso (a) e escolheu uma escola com todos os certificados, de certo ela tem um bom Marketing, pois você checou e a maioria das pessoas conhece e os comentários são bons. Você então fecha o curso, chega em Dublin e vai para a escola animado (a). No primeiro dia de aula vem a desilusão, na sua sala só tem brasileiro, acredite em mim, este ponto pesa muito. Não digo isso de maldade ou desfazendo da minha origem, não é isso mesmo, porque tenho maior orgulho de ser brasileira e adooooooro o meu povo, mas infelizmente a língua nativa é muito forte, chega a ser involuntário e por mais que você queria falar inglês você vai acabar falando português, então, estudar com pessoas de outras nacionalidades faz toda diferença.

ingles em dublin* Imagem da internet.

Uma dica, quando estiver para fechar o seu curso, de uma olhadinha nas comunidades de intercâmbio na Irlanda no Fecebook, por lá você consegue identificar de cara quais são as escolas que “são para Brasileiros”, digo isso porque tem umas 3 escolas bem famosas, (as salas são de 95% brasileiros e as vezes você dá sorte é tem um coreano, um espanhol ou um italiano como classmate).

Quando o marketing da escola é todo formatado por Brasileiros provavelmente seu curso e sua sala de aula também será. Se você puder correr deste tipo de escola será melhor.

Outra coisa, não basta só ter um bom método de ensino, os professores tem que ser bons, as atividades em sala ajuda muito, escolas que oferecem atividades extracurriculares e interação pós-sala de aula devem ser consideradas como uma grande vantagem.

Uma dica é, cheque as redes sociais das escolas, veja como ela se porta com o aluno, verifique os sites, busque informações, veja também se o bom marketing da escola é só para fechar o curso ou se a escola se importa mesmo com você e irá atender as suas demandas, dúvidas e problemas durante o curso.

Vou deixar umas dicas úteis para facilitar na hora de escolher sua escola de inglês.

  1. Verifique se a escola tem todos os certificados que a imigração pede.
  2. Quanto mais barata a escola for, provavelmente o ensino será de menor qualidade.
  3. Quanto mais “famosa” entre os brasileiros, maior será a quantidade de “brazucas” na sala.
  4. Verifique as redes sociais das escolas.
  5. Cheque os sites.
  6. Pergunte ao seu consultor de vendas sobre o tempo de escola no mercado, se ela oferece atividades extra sala, e peça referências na internet para que você possa se informar melhor.
  7. Veja se a escola disponibiliza alguma informação sobre o método de ensino, se existe jogos, brincadeiras, etc durante a aula, acredite, uma aula interativa te ensina muito mais.
  8. Participe de grupos e comunidades no Facebook, lá sempre tem informações sobre escolas e também reclamações, assim você vai conseguir acompanhar um pouco mais (fique atento e saiba filtrar as informações, porque nem sempre se pode confiar).
  9. Esteja disposto (a) a investir (€) um pouco mais no seu ensino, principalmente se você não sabe nada de inglês.
  10. Saiba que nem tudo depende da escola e você precisa estar focado (a) em aprender.

Digo tudo isso, porque já passei por experiências não tão boas com escolas e também já acompanhei outros intercambistas.

A pouco tempo renovei o meu visto e finalmente consegui uma escola que julgo ser boa (custo x benefício) sei a diferença que isso está fazendo para o meu inglês.

aprender-ingles na irlanda* Imagem da internet.

Eu errei muito ao escolher minha escola e isso resultou no processo geral de aprendizado. Sendo clara, por mais que você só tenha contato com gringo e que fale bem, ainda assim você precisará de uma escola para te ensinar gramática. Imagine você, aqui falamos como os “índios” ir para a aula vai fazer com que sua fluência seja o mais próxima possível da “perfeita”.Muita gente diz que fala bem inglês, mas no final das contas está falando “nós vai” e “nós foi”, claro que as outras pessoas vão te entender, mas você continuará falando errado, cometendo erros simples que o seu professor  pode resolver.

Acho impressionante, todos os dias na aula aprendo algo novo e quando vou para a vida real, quando vou para a rua, vejo com muito mais facilidade e consigo colocar em prática o que aprendi. Talvez vacê ouça pessoas falando que aprenderam muito mais na rua do que na escola, mas este não é o meu ponto de vista, a rua, a vivência aprimora o que você aprendeu em sala.

Agora se você não tem grana o suficiente para investir numa boa escola, se você não se importa em estudar somente com brasileiros, se você acha que a vivência te ensina muito mais, siga o que acha. Assim você vai conseguir concluir os preparativos do seu intercâmbio muito mais rápido.

Outra coisa, não deixe de fazer o intercâmbio por causa de escola, claro que você deve dar preferência para uma boa, mas não sufoque seu orçamento por isso, faça a escolha dentro do que o seu bolso pode pagar.

Numa próxima oportunidade conto para vocês como é dentro de uma sala de aula.

Se tiver alguma dúvida deixa aí nos comentários.

Enquanto isso, vamos colocar o nosso batom na mala e seguir a nossa viagem.

Alessanda Assis | Batom na Mala

8 thoughts on “Escolas de inglês no Intercâmbio – Como escolher a sua.”

  1. Oi Aleee! Quebrei demais a cabeça até escolher minha escola. Seria interessante se você citasse o nome das escolas, a qual se arrependeu de ter escolhido, porque as pessoas procurar justamente nos blogs esse feedback 🙂
    beijão! :*

    1. Ei Talita, eu entendo a importância de saber o nome das escolas, isso pode prevenir que outras pessoas errem na hora de escolher, mas sinceramente não me sinto à vontade para fazer isso, porque o que pode ser ruim para mim, pode ser bom para outras pessoas. Então prefiro dar dicas para que cada um tome sua escolha sem se sentir obrigado a não fechar em tal escola porque leu esta informação aqui.
      Por outro lado, posso dar informações de boas escolas, e como estou amando a minha nova (Delfin), vou falar dela aqui nos próximos post.
      Espero que me entenda.
      Bjim e obrigada pelo carinho de sempre.

  2. Boa tarde, Alessandra !
    Gostaria de saber qual foi seu investimento para ir a Irlanda.

    Estou querendo fazer um intercâmbio, só que ainda não decidi o destino. Quero ir para um lugar que caiba no meu bolso e seja incrível. RSRSRS

    Beijoss

    1. Ei Kassandra, obrigada pela visita.
      Entendo você perfeitamente, eu fiquei com muita dúvida e fiz muito conta para chegar até aqui. Cada hora pensava em um destino e também contava as moedas, rs.
      Vou fazer um post para você sobre este assunto 😀 Espere só mais um pouquinho por favor.
      Bjim e volte sempre.

    1. Ei Thaís.
      Obrigada pelo carinho, fico muito, mas muito feliz em saber que de alguma maneira eu ajudo vocês. Já estive ai do outro lado e sei como é difícil organizar um intercâmbio.
      Bom, continue me acompanhando.
      Bjim

  3. Boa tarde Alê.
    Por gentileza, teria como você repassar esta informação sobre valores gastos em um intercâmbio (Comentários acima da Kassandra) pra mim também? Assim como o endereço do site da sua escola? Se não for incomodo, gostaria que indicasse outras escolas que você julgue que são boas.
    Bjs e obrigada.

    1. Ei Ale, que bom receber seu comentário, vou fazer um post falando separadinho dos valores (em média) para fazer um intercâmbio, pode deixar que vou falar também das escolas.
      Bjim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *